Ciclos de Saturno

O que cada ciclo de Saturno representa na vida das pessoas?
Saturno na mitologia romana corresponde ao Cronos na mitologia grega, o Senhor do Tempo. Portanto, a cada ciclo de Saturno somos confrontados com questões das etapas das nossas vidas, com a nossa realidade nua e crua, sem expectativas ilusórias. O indivíduo fatalmente se sentirá com o peso de mais responsabilidades para assumir nestes momentos, tanto profissionalmente como em todos os outros níveis da vida.

Se em sua jornada até este momento a pessoa vem trilhando um caminho, digamos com mais “pé no chão” e de bem com as responsabilidades que a vida lhe tem imposto, provavelmente ela poderá sentir esse período como o de um avanço e de reavaliações positivas sobre o que vem desenvolvendo onde um novo patamar será atingido, apesar do acréscimo de responsabilidades. Por outro lado, se até este momento só houveram expectativas irrealistas e ilusórias, e de não ter conseguido se definir profissionalmente sem um caminho claro a ser seguido, aí este período poderá se apresentar de forma bastante difícil, com sentimentos de fracasso, impotência em relação à vida, auto-cobranças e eventualmente até uma depressão conseqüente desse quadro.

Qual a importância do ciclo de Saturno quando você faz a leitura dos mapas e da revolução solar das pessoas?
A cada 07 anos, Saturno percorre 90 graus no Mapa Astrológico. Com isso ele vai formando aspectos com a posição natal que ele tinha no Mapa no momento do nascimento. Estes aspectos são o que nós  denominamos como aspectos tensos em Astrologia.

Estes períodos se dão aos 07 anos de idade, aos 14, aos 21, aos 28 (de 27 a 30 anos), aos 35/37 anos, aos 42/44 anos, aos 49/51 e com o 2o. retorno aos 56/58 anos e assim por diante.

Se a pessoa vem para a consulta numa dessas fases, então o Ciclo de Saturno pelo qual ela estiver passando ocupa lugar de destaque na análise. Se for em outros períodos, as questões saturninas provavelmente estarão se dando de forma mais branda.

Quais as características genéricas de cada um deles e como as pessoas podem viver melhor cada momento?
07 anos / 1a. quadratura = perda dos dentes de leite e nascimento dos dentes definitivos; início da alfabetização propriamente dita onde existe uma certa renúncia a um mundo de fantasias da vida mais infantil; Idade onde várias coisas são “consertadas” : ou começa a usar óculos, a se corrigir problemas ortopédicos, etc…a criança pode ficar  meio desajeitada, pode se sentir feia ou inadequada, sem os dentes, etc…nesta fase podem aparecer os primeiros sintomas de timidez e de insegurança

14 anos / 1a. oposição = fase da vida onde o ego social é formado; são os complexos de inferioridade, com a aparência, com o corpo. O adolescente é confrontado com os limites, com as regras e autoridade dos pais.

21 anos / 2a. quadratura = é o início da fase adulta, da maioridade. Término da faculdade e entrada no mercado de trabalho. O adulto jovem é testado socialmente pela 1ª vez em relação a sua qualificação e capacidade.

28/30 anos / 1o. retorno de Saturno = é uma fase de muitas auto-cobrancas: se a pessoa ainda não saiu da casa dos pais começa a se cobrar por isso, se ainda não casou e constituiu família, é outro motivo de angústia. A pessoa pode se sentir perdida e sentir que já deveria estar estruturada. Em termos profissionais, se ainda não se decidiu por uma profissão, nessa fase essas questões não passam impunes. Começa a ver que seus colegas já estão encaminhados, por ex., e isso gera muita angústia. Os sinais de atraso existencial se dão, e com isso, o sentimento de inadequação. Para quem já está encaminhado numa profissão, é comum redirecionamentos e investimentos profissionais ou ainda numa perspectiva mais positiva, é a fase das primeiras realizações colhidas.

35/37 anos / 3a. quadratura = É a fase decisiva no processo de construção da vida. Ninguém pode desacelerar profissionalmente neste período, pois os mais jovens estão também adentrando o mercado de trabalho. Qualquer desinvestimento na carreira ou na profissão nessa fase será sentido mais para frente. É a fase das cobranças com paternidade e maternidade, para quem ainda não teve filhos, quando o relógio biológico começa a falar mais alto, portanto o fator tempo pesa como uma cobrança também nesse setor.

42/44 anos 2a. oposição = nesta fase a sociedade nos cobra uma especialização; já não é qualquer nível profissional que conta. Se até aqui estivemos “de bem” com Saturno e houve estruturação, colhemos os frutos, mas se houve muita imaturidade e irresponsabilidade, sem emprego fixo, sem a construção de algo mais sólido, uma nova cobrança pelo fator tempo se instala e agora muitas vezes incluindo problemas de saúde e menos vitalidade.

49/51 anos / 4a. quadratura = novamente o peso da idade ao se chegar aos 50 anos; a primeira fase da vida definitivamente ficou para trás e questões de saúde envolvendo a menopausa para as mulheres e andropausa para os homens; problemas com artrite, artrose, etc…poderão aparecer nessa fase, e ainda mais perda de vitalidade

56/58 anos / 2o. retorno de Saturno = fase da proximidade da idade mais madura da vida;  ter de lidar e aceitar que a fase ativa e jovem da vida está completa, renúncia ao físico que se tinha quando mais jovem; aposentadoria; novamente, esta pode ser uma fase de recompensas – um tempo para livrar-se de algumas responsabilidades, quando os filhos se casam ou saem de casa- ou pode ser profundamente angustiante,  com o sentimento de que vc. desperdiçou sua vida

Ciclos de Saturno