ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA E A ASTROLOGIA / BLINDNESS AND ASTROLOGY

José Saramago, romancista português, escreveu o livro “Ensaio sobre a Cegueira”, onde ele narra uma epidemia em que todas as pessoas ficaram cegas e, segundo a definição do próprio autor, trata-se de um livro brutal e violento! Em 2008 Fernando Meirelles dirigiu o filme de mesmo nome e sobre o mesmo tema ( Blindness em inglês ), ou seja, o de uma epidemia alastrando-se rapidamente e causando o colapso de uma sociedade.

Na história de Saramago a cegueira começa num único homem e espalha-se rapidamente em epidemia e as pessoas infectadas são colocadas em quarentena (!) com recursos limitados, o que irá trazer à tona as características primitivas do ser humano: poder, ganância, dominação, avareza. O mundo todo torna-se cego, com exceção de uma mulher que mantém a visão e que enxerga todos os horrores e ela quem nos guia visualmente através da estória.

Saramago, através de sua obra intensa e sofrida, leva-nos a refletir sobre a moral, a impotência, o abandono e as reações mais primitivas do ser humano frente às situações de necessidade.

Usando este tema como reflexão, nos remetemos à Astrologia. O fascínio que este conhecimento meio arte meio ciência nos causa é pelo fato de que ela nos fala através dos símbolos, e por isso mesmo, as abordagens e investigações nunca se esgotam, e pelo mesmo motivo, sempre nos desafiam.

Analogamente ao livro e ao filme mencionados, constatamos nos Mapas Astrológicos “zonas cegas”, onde o indivíduo absolutamente desconhece os conteúdos que carrega em seu inconsciente e inadvertidamente lida de forma inapropriada com tais conteúdos, até que possa incorpora-los e administra-los de forma melhor. Isto em relação ao Mapa como um todo.

Da mesma forma mas mais concentradamente, existe também um outro tipo de cegueira no Mapa simbolizada pelo planeta Netuno, o qual é um correlato do deus Poseidon ou Posídon da Mitologia Grega.

Esta nos fala na direção das idealizações e das mitificações, de tudo aquilo que não queremos enxergar e que muitas vezes inconscientemente optamos por nos agarrar a crenças cegas a fatos, a velhos paradigmas, a religiões, ou até muitas vezes a crença cega em pessoas que simbolizam para nós o que Freud chamou de “Ideal do Ego”, ou seja, projetamos nestas figuras importantes em nossas vidas os nossos ideais e estas passam a servirem de modelo, buscando-se assim aceder a tais representações idealizadas. Tais figuras exercem como que um fascínio e num movimento inconsciente, abrimos mão de nosso próprio centramento em favor da crença nesta idealização. São movimentos primitivos.

Existe sempre nestes movimentos cegos um acreditar numa fusão psíquica, numa busca do retorno à fonte primordial sem diferenciação, uma negação, um não querer enxergar os fatos e um querer acreditar em ideais que caminham na contramão da realidade dolorosa e da discriminação. 

Convido você a assistir esta aula “COMO ENTENDER SATURNO E NETUNO NA ASTROLOGIA E NA MITOLOGIA GREGA”: https://youtu.be/E6wmbYTuJjY , onde tanto Netuno como Saturno são extensivamente abordados e compreendidos individualmente e também em aspectos desafiadores entre si.

Além da importância do entendimento de Netuno neste momento tão peculiar e infelizmente em sintonia estreita com o livro e o filme, aprofundar-se mais sobre Saturno, tal como é visto na Astrologia e na Mitologia Grega,  torna-se também imperioso neste momento, já que ele está envolvido nesta conjunção atual desafiadora com Plutão e Júpiter, repetindo um ciclo que se deu anteriormente nas Duas Grandes Guerras Mundiais e no Ataque ao World Trade Center pelo Taleban em 2001. Agora em 2020 estamos vivendo o retorno deste mesmo ciclo.

Como já divulgamos anteriormente, tudo sobre esta conjunção e o momento atual que repete outros ciclos da história, vc encontra aqui:

1. https://youtu.be/zmJa5hTYC2U

2. https://youtu.be/TfDcgHJMxAs

3. https://youtu.be/zbnI-pbU-eo

4. https://youtu.be/lnLz9CK83TU

Texto de Márcia Ferreira
astrologiaceap.com.br
Psicóloga com pós-graduação em Psicanálise e Especializações em Psicologia Junguiana.
Sua grande paixão é a integração entre os campos da Astrologia e da Psicologia, numa abordagem conhecida como Astrologia Psicológica.
Fundadora do C.E.A.P – Centro de Estudos de Astrologia Psicológica, com sedes em Campinas e SP, onde criou inúmeros cursos online e presenciais em Astrologia, a partir de um embasamento psicológico.
Palestrante em congressos nacionais e internacionais.
Certificada Internacionalmente com o título ISAR, C.A.P. nos EUA, sendo o 1o título obtido no Brasil e foi representante desta organização astrológica como VP por 08 anos, implementando o Programa de Certificação Internacional no país e caminhando na busca de critérios e padrões mais elevados na profissão.

BLINDNESS AND ASTROLOGY
Jose Saramago, a Portuguese novelist, wrote the book “Essay on Blindness”, where he narrates an epidemic in which all people went blind and, according to his own definition, this was a brutal and violent book!
In 2008 Fernando Meirelles directed the film with the same name and theme – “Blindness” – about an epidemic spreading rapidly and causing the collapse of society.
In Saramago’s story, blindness begins in a single man and spreads rapidly in an epidemic infecting people and obliging them to stay in quarantine (!) with limited resources, which will bring out the primitive traits of the human being: power, greed, domination, avarice. The whole world becomes blind, with the exception of a woman who maintains her vision and the one who sees all kinds of horror shows and is the one who guides us visually through the story.
Saramago, through his intense and suffering work, leads us to reflect on the morality, impotence, abandonment, and the most primitive reactions of the human being when the deep need arises.
Using this theme as a reflection, we refer to Psychology and Astrology.
The fascination that Astrology, this art-science knowledge causes is due to the fact that it speaks to us through symbols, and for that reason, the analysis and investigations are never completed, and for the same reason, they are always challenging us.
Similarly to the aforementioned book and film, we find in the Astrological charts “blind zones”, where the individual is absolutely unaware of the contents he carries in his unconscious and inadvertently deals with such contents inappropriately until one can introject and manage them in a better way. This refers to the chart as a whole.
In the same way but more specifically, there is also another type of “blindness” on the chart symbolized by the planet Neptune, which correlates to the god Poseidon in Greek Mythology.
This refers to idealizations and mystifications, about everything we do not want to see and that we often unconsciously choose to stick to core beliefs that blind us to facts, to old paradigms, to religions, or even to people who symbolize what Freud called “Ideal of the Ego”, that is, we project our ideals on these important figures in our lives, which turn out to function as models, thus making us seek to access such idealized representations, our “Ideals of the Ego”. Such figures exert a fascination and in an unconscious movement, we give up our own self in favor of this idealization belief. These are primitive unconscious movements.
In these blind movements, there is always a belief in a psychic fusion, a search for a return to the primordial source, a denial, a refusal to see the real facts, and a desire to believe in ideals that go against painful reality and against discrimination.

Text by Marcia Ferreira Silva
astrologiaceap.com.br
A psychologist with postgraduation in Psychoanalysis and in Jungian Psychology.
Her great passion is the integration between the fields of Astrology and Psychology, in an approach known as Psychological Astrology.
Founder of C.E.A.P – Psychological Astrology Study Center, with headquarters in Campinas and Sao Paulo where she created numerous online and live courses in Astrology, based on a psychological basis.
Speaker at national and international conferences.
]Internationally certified as ISAR, C.A.P., being the 1st title obtained in Brazil and worked for this astrological organization as VP for 08 years, implementing the International Certification Program in the country, searching for higher standards in the profession.

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA E A ASTROLOGIA / BLINDNESS AND ASTROLOGY